Postagens

Mostrando postagens de Novembro 9, 2018

“Babbitt”, uma taxonomia do homem médio contemporâneo

Imagem
Por Rafael Kafka


Muitos veem no capitalismo o caminho para a liberdade política em seu maior sentido possível. O consumo seria para tais pessoas a prova viva de que mesmo um pobre trabalhador dentro da sociedade regida pelo lucro tem mais liberdade de ação do que o sujeito que vive em uma sociedade sem classes. O poder econômico gerado pelos estudos e pelo esforço pessoal dentro do trabalho ampliaria essa liberdade, a qual seria garantida e estabelecida pela unidade central da família.
Babbitt, de Sinclair Lewis, é formidável em expressar os mitos por trás dessa crença no sistema capitalista e em seus códigos morais de um modo ao mesmo tempo sutil e profundo. Não há neste romance um primor narrativo e estético que o coloque ao lado de grandes obras do pensamento literário universal marcadas pelo atrevimento e pelo experimentalismo. Do ponto de vista formal, Babbitt é uma obra simples, com começo, meio e fim bem delimitados e com um clímax bem marcado. Talvez o maior atrevimento estilíst…