James Joyce in amostra fotográfica (caderno em PDF) e o Selo Letras in.verso e re.verso



Entre os dias 05 e 10 de agosto de 2008, este blog manteve uma exposição virtual intitulada Um retrato de Joyce in amostra fotográfica. O material foi elaborado na passagem do centenário da estreia literária do autor de Ulisses. Foi em 1907 que James Joyce publicou Chamber Music, um livro com trinta e seis poemas desenvolvidos à medida de progressão do amor entre o eu-poético e sua amada num tratamento de simulação de estilo à elisabetana com utilização de muitos arcaísmos linguísticos.

Ora, esse tratamento referido por Ezra Pound, grande incentivador e primeiro leitor da obra de Joyce, como uma inovação derivada do simbolismo pelo ritmo, seria algo no qual o escritor trabalharia toda uma vida até alcançar sua síntese máxima em trabalhos como o já referido Ulisses ou mesmo Finnegans Wake, considerada sua obra mais radical. 

Agora, quando se passam dois anos daquele evento (chamemos assim) acontecido nestas páginas, decidimos, a título de preservação da ideia, recolher o material num caderno e disponibilizar para os leitores e frequentadores deste espaço. Embora sejam registros fáceis de qualquer usuário levantar numa pesquisa pela vasta rede de computadores, parece interessante ter este trabalho como algum suporte referencial. Para o Letras é uma maneira de registrar algo dessa volátil memória virtual. 

Com a publicação virtual desse material o blog inaugura mais uma empreitada: trata-se do Selo Letras in.verso e re.verso. Esta é uma iniciativa do espaço e é para obras virtuais editadas exclusivamente por aqui, visto que passamos por uma fase de investir em materiais extras para ampliar a experiência de leitura das matérias aqui oferecidas. 

No conjunto dessas publicações virtuais que levam o selo, além de Um retrato de Joyce in Amostra fotográfica, estão no rol o livreto de poemas Palavras de pedra e cal, do editor deste espaço Pedro Fernandes, lançado em 2009 numa simples marca de aniversário do Letras e as edições do caderno-revista 7faces (ISSN 2177-0794), editado semestralmente, que teve sua primeira edição lançada em início deste ano de 2010.

James Joyce nasceu a 2 de fevereiro de 1882 e se tornou um dos mais importantes nomes da literatura moderna depois da publicação do seu romance Ulisses, de 1922. Antes disso, o escritor irlandês escreveu obras como Dlubinenses (1914), Um retrato do artista quando jovem (1916) e Finnegans Wake, seu último romance, de 1939. Joyce morreu a 13 de janeiro de 1941. O caderno aqui anunciado reúne um breve texto com essas informações biográficas. 

Para ver James Joyce in amostra fotográfica, basta ir aqui

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Boletim Letras 360º #584

Boletim Letras 360º #583

Boletim Letras 360º #578

Boletim Letras 360º #580

Palmeiras selvagens, de William Faulkner

Sete poemas de Miguel Torga