Feliz Natal


Já desde o dia 20 que o blog tem dado uma de Papai Noel virtual distribuindo o cartão de Natal para este ano. Tradição começada ainda em 2009, seguimos este ano ainda e enquanto existirmos, insistindo na ideia de que a tão simbólica e importante data dentro do calendário ocidental não deve servir apenas para ser uma euforia que morre depois de findar o mês de dezembro. O texto de Carlos Drummond de Andrade que ilustra o cartão de Natal desse ano se associa ao texto de José Saramago do cartão do ano passado e traduz muito desse sentimento.

Para baixar o cartão, clica aqui (é preciso dar um zoom para ler o texto).


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Os segredos da Senhora Wilde

Companheiros de viagem: J.R.R. Tolkien e C.S. Lewis: "O dom da amizade", de Colin Duriez

Os últimos dias de Thomas Mann

Boletim Letras 360º #287

“Andávamos sem nos procurar”, o filme de “O jogo da amarelinha”, de Julio Cortázar

Sete pontos da filosofia da composição de Edgar Allan Poe

Não escrever: breve ensaio sobre a impossibilidade

O conto inédito de Ernest Hemingway que narra a libertação de Paris do nazismo

Boletim Letras 360º #286

Jamais o fogo nunca, de Diamela Eltit