a soltura da alma




retorcida
entre teus braços

esvaiu-se



* Acesse o e-book Palavras de pedra e cal e leia outros poemas de Pedro Fernandes.

Comentários

Por que a alma é livre feito beija-flor!

Feliz Dia poético para você também...

Abraço do Pedra do Sertão

Postagens mais visitadas deste blog

Verlaine e Rimbaud, o abraço maldito

Os mistérios de “Impressão, nascer do sol”, de Claude Monet

Boletim Letras 360º #410

O amor nos tempos do cólera, de Gabriel García Márquez

Ruy Guilherme Barata

O empoderamento no exercício existencial da escrita em A cor púrpura, de Alice Walker