Postagens

Mostrando postagens de Julho 17, 2017

O Bovarismo como pedra de toque na obra de Lima Barreto

Imagem
Por Alexandre Rosa cena da adaptação para o cinema de Triste fim de Policarpo Quaresma Ainda como estudante da Escola Politécnica, Lima Barreto iniciou sua carreira literária escrevendo para a revista humorística Tagarela , criada em 1902, pelos caricaturistas Calixto Cordeiro e Raul Pederneiras. São textos importantíssimos para a compreensão ulterior de sua obra, na medida em que já podemos observar a prosa crítica e afiada do autor, dirigida para alguns temas que se tornariam constantes em sua produção. 1 No texto "Vendo a Brigada stegomya " ( Toda crônica , vol. 1), encontramos um procedimento muito peculiar à escrita barretiana, qual seja: uma espécie de estilo ensaístico, que serve de preâmbulo antes de o autor adentrar na problemática em si. Neste caso, estamos nos referindo aos comentários acerca dos “Batalhões” e “Brigadas” que se formaram para combater o mosquito da febre amarela no Rio de Janeiro do início do século XX. As considerações prévias