Postagens

Mostrando postagens de Agosto 21, 2020

“Não precisa chegar”. Os jograis na democracia

Imagem
Por Wagner Silva Gomes


No período em que os estados nacionais da Península Ibérica (Portugal e Espanha) não estavam totalmente definidos (séculos XIII e XIV) e o idioma utilizado era basicamente uma mistura dos dois, sendo designado como galego-português, floresceu o trovadorismo como prática literária na lírica.
Foi um movimento cortesão, onde os trovadores (poetas e compositores) poderiam interpretar suas cantigas ou dá-las para a interpretação dos Jograis (intérpretes), tudo isso com o objetivo de produzir um espetáculo, onde entram as soldadeiras (dançarinas que animavam as apresentações), numa performance em algum palácio, com reis, nobres, clero e nas grandes festas populares, com a presença de plebeus.
Metricamente os poetas utilizavam-se da medida velha, isto é, redondilha menor (5 sílabas métricas) e redondilha maior (7 sílabas métricas).
A partir dessa técnica de se fazer poesia e canções, é possível afirmar que os músicos da canção de tempos posteriores foram bastante inf…