Preencha o formulário para participar da promoção. Se você não chegou aqui pelo Facebook, não deixe de findar sua inscrição cumprindo o restante do regulamento desta promoção.

Mais novidades no blog Um caderno para Saramago


Por Pedro Fernandes



1. Um vida mergulhada na obra de José Saramago. Assim tem sido, cada vez mais, os meus dias, nas leituras e releituras de textos seus, nas descobertas de novas coisas, na revisão acurada do texto da dissertação de mestrado, na processo editorial do número especial do Caderno-revista 7faces em homenagem à obra poética do Prêmio Nobel de Literatura e, claro, na composição das peças desse projeto que batizei de Um caderno para Saramago.

2. E há mais atualizações: o texto "As máscaras que se olham", de autoria do escritor português, que foi publicado no Jornal de Letras, edição de novembro de 1985, e que versa sobre o poeta Fernando Pessoa, um dos escritores de sua paixão; está aí O ano da morte de Ricardo Reis, romance que recria a imagem de um heterônimos do poeta e do próprio Pessoa, para não me fazer mentir com suposições. 

3. E com a proliferação de frases soltas do escritor nas redes sociais, irei organizar uma coluna  no blog que se chamará Citações e pretende reunir frases ditas pelo escritor - seja em entrevistas, seja na sua obra, seja ainda em outros textos do autor. O rol de citações tem objetivo a constituição de uma imagem do pensamento e do modo de ser do escritor e ser espaço de pesquisa para os citadores de plantão que muitas vezes fazem sem ter a certeza da originalidade do dito, ou se mesmo foi dito pelo escritor. 


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Os segredos da Senhora Wilde

11 Livros que são quase pornografia

Os muitos Eliot

Uma entrevista raríssima com Cora Coralina

Além de Haruki Murakami. Onze romances da literatura japonesa que você precisa conhecer

Boletim Letras 360º #308

Boletim Letras 360º #309

As melhores leituras de 2018 na opinião dos leitores do Letras

A necessidade humana de expressão artística – parte I

Os melhores de 2018: prosa