Boletim Letras 360º #23

Nova nota de 10 libras que terá rosto de Jane Austen

A vida é um grande rosário de promessas. Não, não estamos empapados com a visita do papa do Brasil – que este espaço é sério, não é de brincar com a razão alheia. É apenas que cumprimos duas promessas esta semana e deve ter restado ainda uma lista quase sem fim para de por cumprir-se. Chegaremos lá qualquer dia desses, se não ficarmos pelo caminho ou se a vida não for mesquinha conosco. Uma das promessas cumpridas foi disponibilizar para os nossos leitores nossa nova promoção – oh, já estava na hora! Estão no páreo as duas recentes edições de José Saramago incorporadas ao catálogo da editora do escritor no Brasil. E a outra novidade, bem, a outra, vocês ficarão sabedores no correr do boletim em nossa página do Facebook.

Segunda-feira, 22/07

>>> Brasil: Textos de Machado de Assis, João do Rio e outros podem ser lidos em celulares e tablets

A editora carioca Mórula lançou uma coleção voltada para quem gosta de ler em todo lugar. A partir desta semana, a coleção "Para Ler em Pé" vai publicar contos e crônicas de autores brasileiros para serem lidos no celular ou no tablet. As publicações poderão ser baixadas gratuitamente. A proposta da editora é estimular a leitura em novas plataformas, apostando na combinação de grandes autores e projeto gráfico para uma leitura agradável. O primeiro texto, Carta de um defunto rico, de Lima Barreto, já está disponível para download. De 15 em 15 dias, sempre às quartas-feiras, será possível fazer o download de um novo texto na loja virtual da livraria Cultura e da Kobo. Para as próximas edições, já estão previstos textos de Machado de Assis, João do Rio e Artur Azevedo, entre outros. Mais sobre a editora, por aqui.

>>> Brasil: Graciliano Ramos para a TV

Alexandre e outros heróis, de Graciliano Ramos, vai virar série para a TV Globo pelas mãos de Luiz Fernando Carvalho. O piloto irá ao ar no fim do ano e os demais episódios, cerca de dez, serão produzidos depois. Ney Latorraca estrelará o programa, que será gravado no sertão de Alagoas.

>>> Brasil: Luiz Ruffato em alta

Eles eram muito cavalos é um dos romances mais quistos pela crítica. De 2001, a obra teve dez edições pela Boitempo, Record e BestBolso, e sai em setembro pela Companhia das Letras. O livro concorre ao prêmio de melhor livro lançado por uma editora independente na Alemanha em 2012. Mas, há dois inéditos por vir: as edições artesanais da Arte & Letra, como dissemos por aqui por esses dias, lançará um inédito do escrito - El gordo; e depois de entrar numa nova casa editorial, a Companhia das Letras, terá outro inédito sendo lançado: Flores Artificiais.

>>> Brasil: Receberemos em 2014 o XI Encontro Internacional de Escritoras

Depois do Peru, Chile, México, Argentina, Porto Rico, Venezuela, Uruguai, Colômbia, Espanha e Panamá, o Encontro será agora realizado no Brasil, país eleito no pleito de 2012, no Panamá, quando também foi escolhida a escritora de Brasília, Nazareth Tunholi, para presidi-lo. Será realizado entre 13 e 17 de março, no Nobile Lakeside Convention & Resort, em Brasília (DF).  O evento homenageará a poeta Cecília Meireles, celebrando os 50 anos de sua morte. A programação, com vistas ao intercâmbio cultural e à mostra de várias expressões de nosso povo, abrange espetáculos, palestras, talk shows, oficinas, performances, exposições e feiras de livros.  Tudo sobre o evento disponível aqui.


Terça-feira, 23/07

>>> Brasil: Adriana Calcanhotto publica para crianças Antologia Ilustrada da Poesia Brasileira 

A decisão em fazer uma seleção de poetas brasileiros de diferentes tempos, estilos e vozes que escreveram (mesmo sem intenção) para o público mais jovem veio de longa data e é agora concretizada Casa da Palavra Editora. São 48 poemas organizados em ordem cronológica, cobrindo três séculos: desde "Canção do Exílio", de Gonçalves Dias, até "Receita para um Dálmata", de Gregório Duvivier - o humorista do site Porta dos Fundos faz parte das diversas surpresas infiltradas propositalmente pela organizadora. Há até encontrou um haicai escrito por Erico Verissimo, "Outono".

>>> Estados Unidos: Radio Proust

Enquanto pesquisávamos material acerca da relação entre Em busca do tempo perdido e a pintura (otexto está aqui) encontramos este projeto conduzido pelo Bard Center. Pertencente ao Bard College, faculdade de artes como cerca de 2000 estudantes, fundada em 1860, localizada no Vale do Hudson, a 90Km de Nova York.  "Radio Proust" foi criada pelo jornalista e educador Larry Bensky em 2007. E foi projetado para explorar muitos aspectos da vida e obra do escritor francês Marcel Proust. Há pelo menos dois vídeos interessantes: um, com palestra do próprio Eric Karpeles que catalogou a relação literatura-pintura em Proust e outro, sobre a relação literatura-música, também em Proust. O site é este.

>>> Brasil: A Festa Literária Internacional de Pernambuco divulga os nomes que participarão do evento de 2013

Já havíamos anunciado aqui a vinda de Pilar del Río, presidenta da Fundação José Saramago, e do escritor português Valter Hugo Mãe. Hoje, numa coletiva, os organizadores da FLIPORTO reforçaram esses nomes e acresceram outros à lista: Laurentino Gomes, Ana Maria Machado, Andrea Del Fuego, Luiz Ruffato, Andrés Neuman, Roberto Löhr, Bernardo Buarque de Hollanda, Luciano Trigo, Ronaldo Correia de Brito, Walcyr Carrasco, Anna Funder, Francisco José Viegas e Sylvio Back. O evento celebra a vida e obra do escritor José Lins do Rego e vai explorar questões do universo lúdico dos games, através do tema “A literatura é um jogo”. A Fliporto será realizada entre os dias 14 e 17 de novembro, em Olinda, Pernambuco.


Quarta-feira, 24/07

>>> Inglaterra: Os nomeados do Man Book Prize 2013

Escolhidas de um grupo de 151 livros saiu os 13 semifinalistas que compõem uma lista considerada a mais plural já apresentada pelo júri. Nela, há sete países representados, além de uma mistura entre autores consagrados e estreantes.  Só dois autores escolhidos já haviam chegado à final do prêmio em edições anteriores: o inglês Jim Crace (Quarentena, publicado pela Geração Editorial) e o irlandês Colm Tóibín (Brooklyn, publicado pela Companhia das Letras). Entre os estreantes estão No Violet Bulawayo, do Zimbábue, com We need new names, sobre a vida em uma favela de seu país; Eve Harris, da Inglaterra, com The marrying of Chani Kaufman, sobre uma comunidade judaica ortodoxa; e Donal Ryan, da Irlanda, com The spinning heart, que se passa na zona rural de seu país. Estão no páreo a neozelandesa Eleanor Catton com The luminaries; a canadense Ruth Ozeki com A tale for the time being, (obra cujo os direitos foram comprados pela Casa da Palavra Editora, que deve publicá-lo em breve); o inglês Richard House, com The kills, o mais apostado em levar o prêmio com um épico que é uma mistura de gêneros e conteúdo digital extra disponível; a indoamericana Jhumpa Lahiri; a inglesa Charlotte Mendelson; o irlandês Colum McCann; a canadense Alison MacLead; e Tash Aw, da Malásia. Os finalistas serão divulgados no dia 10 de setembro.

>>> Inglaterra: Jane Austen na nota de 10 libras

A decisão foi anunciada hoje por Mark Carney, o novo presidente do Banco da Inglaterra. "Jane Austen certamente merece um lugar no seleto grupo de figuras históricas que aparecem em nossas notas", disse Carney. "Seus romances têm um apelo duradouro e universal e ela é reconhecida como uma das maiores escritoras da literatura inglesa."

>>> Brasil: Lima Barreto para a FLIP de 2014

Foi enviada esta semana organização da Festa Literária Internacional de Paraty 2014 a lista com os nomes dos que assinaram petição em favor do nome de Lima Barreto como o homenageado na próxima edição do evento.  Tão logo findou a FLIP deste ano com o anúncio das datas de realização do evento em 2014 e a não divulgação de um nome a ser homenageado, que Joselia Aguiar, Álvaro Costa e Silva e André Vallías através do Blog não gosto de plágio, de Denise Bottmann, arregaçaram as mangas na criação de uma campanha Lima Barreto para a Flip 2014. A lista de adesões à campanha leva a simbólica quantidade de 1.001 nomes como se dissesse 1.0001 motivos para ter Lima Barreto homenageado. 

>>> Brasil: Publicação de Conversas com Elizabeth Bishop 

Organizado por George Monteiro o livro sai pela Autêntica Editora. Em nota sobre o livro, diz Ferreira Gullar, "as entrevistas com Elizabeth Bishop, que compõem este livro, revelam-nos a pessoa especial que era ela: discreta, ciosa de suas opiniões – que exigia ver transcritas com absoluta fidelidade –, consciente, portanto, de sua responsabilidade como escritora. As opiniões que emite nessas conversas deixam evidente a integridade intelectual dessa mulher, que o acaso da vida trouxe para perto de nós, brasileiros. Dessas conversas ressalta também que Elizabeth Bishop tinha plena compreensão da importância da poesia, consciente do fazer poético que dominava magistralmente. Não obstante – e isso nos dá a medida da poetisa que era – sabia que, na criação do poema, além da lucidez, interferem fatores incontroláveis que lhe dão a verdadeira dimensão e que se poderia chamar de espanto."

>>> Espanha: Um espetáculo para Federico García Lorca

É uma das faces mais desconhecidas do poeta, mas não para os habitantes de Granada - a cidade histórica do flamenco e a cidade que mais terá influenciado ao teatro de Lorca. Com vistas para isso é que está aberta até o fim de agosto a temporada de um espetáculo que quer homenagear a Lorca, Manuel de Falla e Enrique Morente, dois dos últimos transgressores depois do poeta do flamenco.  Duende, diz Raúl Comba "recupera três instantes da idade de ouro do flamenco". E assegura Comba, os mais significativos da história do flamenco.


Quinta-feira, 25/07

>>> Israel: Romance autobiográfico de Amos Oz será adaptado ao cinema

E pelas mãos da atriz Natalie Portman que vai dirigir seu primeiro longa-metragem. O romance a ser adaptado é De Amor e Trevas e Portman também interpretará a mãe de Oz, que cometeu suicídio quando ele tinha 12 anos. O escritor está ajudando a escrever o roteiro e as filmagens devem começar em janeiro.

>>> Brasil: Poesia no ônibus

Já circula em ônibus da capital da Bahia o projeto “Palavras Passageiras”, em que os usuários do transporte público vão poder ler poemas de 15 poetas baianos mais Fernando Pessoa e seus heterônimos. A iniciativa, da produtora cultural Domínio Público, será realizada experimentalmente até o dia 21 de agosto em 30 ônibus da viação Rio Vermelho, que fazem seis linhas em Salvador. A proposta é estimular a leitura de poesia entre os conterrâneos de Gregório de Mattos.

>>> Brasil: Chega às livrarias a nova tradução de Ao farol, de Virginia Woolf

Primeiro foi o excelente trabalho gráfico para Mrs. Dalloway, depois O tempo passa, agora a Editora Autêntica solta a nova tradução do romance Ao farol feita pelo prof. Tomaz Tadeu. O romance é um dos mais inovadores na cena moderna. Como bem define Hermione Lee “Ao Farol é a história de um casamento e de uma infância. É um lamento de dor pela perda de pais fortes e amados. Virginia Woolf queria chamá-lo 'elegia' em vez de romance. O livro também diz respeito à estrutura de classe inglesa e à radical ruptura com o vitorianismo após a Primeira Guerra Mundial. Ele é a expressão da urgente necessidade de uma forma artística que pudesse registrar e adaptar-se a essa ruptura. Ele é todas essas coisas ao mesmo tempo."

>>> Brasil: Mais títulos dos semi-finalistas do Man Booker Prize 2013  por aqui

Lowland, romance inédito da escritora anglo-indiana Jhumpha Lahiri que entrou para a lista de concorrentes do Man Booker Prize 2013, será lançado no Brasil pela Biblioteca Azul, a linha de alta literatura da Globo Livros. Também de Jhumpha, uma filha de indianos nascida em Londres, em 1967, e crescida em Rodhe Island, nos Estados Unidos, a Globo relançará o livro de contos Intérprete de Males, vencedor do Pulitzer 2000, e O Xará. Da lista de finalistas, o mercado brasileiro já tem O Testamento de Maria, do irlandês Colm Tóibín, recém-lançado pela Companhia das Letras. Podem sair ainda TransAtlantic, de Colum McCann. O autor veio à FLIP em 2010 e teve livros publicados pela Girafa O Bailarino e pela Record Deixe o Grande Mundo Girar, considerado o primeiro grande romance sobre o 11 de setembro, e O outro lado da luz, com que venceu a premiação irlandesa Hennessey Award, na categoria romance de estreia.


Sexta-feira, 27/07

>>> Brasil: Mia Couto por aqui

Dias 20 e 21 de agosto, no SESC Vila Mariana (São Paulo) acontece mais uma edição dos seminários Conversas ao pé da página. O evento recebe várias presenças ilustres, entre elas o pensador francês Roger Chartier que conduzirá a palestra de abertura. Outras duas presenças confirmadas são as dos romancistas Mia Couto e Milton Hatoum, que deve ser o ponto alto do evento. Os dois discutirão o tema “Literatura sem fronteiras”. A participação no evento é gratuita, tendo os interessados apenas que fazerem sua inscrição via o site. O SESC Vila Mariana fica na Rua Pelotas, 141, Vila Mariana, São Paulo.// Além dessa participação, Mia Couto volta a reencontrar-se com o público no dia 23 de agosto, para uma palestra na Livraria Martins Fontes Paulista. Nesse caso, o encontro é pago e as vagas são limitadas. As inscrições para este evento são feitas via e-mail educativoemilia@revistaemilia.com.br; a Martins Fontes Paulista está localizada na Avenida Paulista, 509, São Paulo.

>>> Brasil: Dostoiévski ilustrado

Amanhã, 27 de julho, às 17h, o Museu Lasar Segall abre a exposição “Noites brancas: Dostoiévski ilustrado”. Com curadoria de Samuel Titan Jr. a mostra reúne uma série de desenhos e publicações originais de artistas como Alfred Kubin, Carl Hofer, Erich Heckle, Lasar Segall, Max Beckmann, Max Burchartz, Oswaldo Goeldi, Otto Möller e Walter Alfred Lomnitz, entre outros ilustradores alemães e brasileiros das principais obras do escritor russo.  O Museu Lasar Segall abre diariamente das 11h às 19h (com exceção das terças-feiras). Está localizado na Rua Berta, 111, São Paulo (Metrô Santa Cruz). Informações 11-2159 0400

>>> Brasil: Inédito de Henry James

"Lançada originalmente em 1909 nos Estados Unidos, esta obra apresenta um emocionado e emocionante relato de Henry James, um dos maiores escritores realistas do século XIX, das quatorze viagens que fez à Itália" - assim a Autêntica Editora define na sinopse de "Horas italianas" que é publicado pela primeira no Brasil. "Nestes ensaios sobre Veneza, Roma, Florença e outras cidades, James mostra as diversas faces da paisagem, da cultura e da sociedade italianas, focando a beleza e a amenidade da vida no país, ainda que suas impressões revelem os problemas que com frequência observava na terra da bota." Com tradução de Júlio Castañon Guimarães, o livro em breve estará disponível nas livrarias brasileiras.

>>> Brasil: Em nova casa, obra de Paulo Emílio Salles Gomes deve ser republicada em 2014.

 A obra de Paulo Emílio Sales Gomes (1916-1977) teve os direitos adquiridos pela Companhia das Letras. O movimento já era esperado no mercado, uma vez que Lygia Fagundes Telles, que foi casada com o escritor e cuida de seus direitos, transferiu seus próprios livros para a editora de São Paulo. A transição foi amigável. A Companhia deve começar o processo de reeditar livros e realizar novas seleções de textos em maio de 2014. Os primeiros serão Três mulheres de três pppês (1976) e O cinema no século, coletânea de artigos sobre clássicos do cinema.  Em novembro do ano que vem a editora lançará edição revista de Humberto Mauro, Cataguases, Cinearte (1974) e Uma situação colonial, seleção de textos sobre a condição periférica do cinema brasileiro.  Mas nem só de cinema e literatura se ocupa a biblioteca produzida por Sales Gomes. Estão previstos também reunião de ensaios sobre filosofia, arte e teatro (e sua ligação com a produção audiovisual) e coletânea de artigos políticos.  A curadoria da coleção está a cargo de Carlos Augusto Calil, professor da Escola de Comunicações e Artes da USP. A organização dos volumes, a seleção dos textos críticos e a opção por dividi-los a partir de critérios temáticos têm a marca do curador, que foi aluno de Paulo Emílio e autor de diversos textos sobre o mestre. Sales Gomes escreveu críticas de cinema na revista Clima, foi colaborador assíduo do Suplemento Literário do Estado de São Paulo e um dos mentores do Cinema Novo. Como professor universitário, escreveu um estudo decisivo sobre Humberto Mauro e foi mentor de algumas gerações de alunos, na Universidade de Brasília e na Universidade de São Paulo. Como defensor da cinematografia nacional e intelectual engajado, assinou incontáveis artigos de jornal e foi fundador do acervo que deu origem à Cinemateca Brasileira.

>>>  Israel: “O livro certo vai sempre te fazer companhia"

A rede de livrarias israelense Steimatzi lança campanha publicitária no mínimo bonita: "o livro certo vai sempre te fazer companhia." Os anúncios reproduzem personagens de diversas obras literárias a dividirem com leitores o melhor dos seus espaços durante a hora da leitura: na cama, antes de dormir. No nosso Tumblr reunimos uma série de imagens dessa campanha.


..........................
Sigam o Letras no FacebookTwitterTumblrGoogle+

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Uma pedra no caminho para a modernidade: o projeto drummondiano de humanizar o Brasil

Os melhores diários de escritores

A partir de quando alguém que escreve se converte num escritor?

Escritos nas margens

A relevância atual de Memórias do cárcere, de Graciliano Ramos

Cecília Meireles: transcendência, musicalidade e transparência

José Saramago e Jorge Amado. A arte da amizade

História da menina perdida, de Elena Ferrante

O túmulo de Oscar Wilde

Angela Carter, a primazia de subverter