Postagens

Mostrando postagens de Agosto 8, 2019

O conflito de geração em Pais e Filhos, de Ivan Turguêniev

Imagem
Por Joaquim Serra


Pais e Filhos, de Ivan Turguêniev foi publicado em 1862, um ano depois da libertação dos servos russos por Alexandre II. No romance, o conflito de geração diz respeito ao momento histórico vivido na Rússia naquele período. O jovem Bazárov encarna o ideário niilista e tem por seguidor Arcádio, que ao longo do romance não só acompanha Bazárov nas discussões sobre a Rússia, como também apontará as contradições nos discursos do amigo.
O romance se inicia em 20 de maio de 1859, quando Nicolau Petróvitch Kirsánov espera a chegada do filho Arcádio. Nicolau possui servos e é um típico aristocrata russo, o que servirá como contraposição às crenças materialistas de Bazárov. Nicolau era filho de general, porém, “nunca foi corajoso e até passava por covarde” (p. 2). Páviel Kirsánov pertence ao que, “depois da publicação de Pais e Filhos, passou-se a chamar de “geração dos pais” a primeira geração da intelligentsia russa que marcou a década de 1840”.
Eugênio Vassilievitch Bazárov …